1 evento ao vivo

Resumo de novela: capítulos de 'O Rico e Lázaro', de 27 a 31 de março

Evil-Merodaque (Kayky Brito) é flagrado tentando se jogar do palácio após matar um hebreu

20 mar 2017
15h31
atualizado em 22/3/2017 às 12h27
  • separator
  • comentários

NOVELA "O RICO E LÁZARO" - semana de 27 a 31 de março de 2017

Capítulo 11 - segunda-feira

Com o presente dado pelo rei fica encantada Amitis (Adriana Garambone). Para conhecerem os Jardins Suspensos, a mulher e os nobres são levados por Nabucodonosor (Heitor Martinez). A beleza e a grandiosidade dos jardins são admiradas por Daniel (Gabriel Gracindo), Mesaque (Sacha Bali), Sadraque (Gustavo Rodrigues) e Abednego (Nikolas Antunes). Ravina (Marcos Breda) deve ler uma carta enviada por Zac (Igor Rickli) pedem Elga (Denise Del Vecchio) e Zelfa (Lucinha Lins) ao irem a casa do rabino. A estátua de uma falsa deusa termina de ser construída pelos servos de Nabucodonosor. Não se curvam Daniel e os outros hebreus. Os observa, intrigado, Nebuzaradã (Angelo Paes Leme). Uma surpresa é anunciada por Beroso (Cássio Scapin). Sammu-Ramat (Christine Fernandes) dança lindamente e todos se surpreendem quando ela entra. Ao encontrar um lenço vindo do ritual, Shag-Shag (Cássia Linhares) fica feliz. Com Hananias (Jorge Pontual), Zedequias (Jandir Ferrari) conversa. O falso profeta deve fingir que falou com Deus, pede o novo rei. Para Jerusalém, Zac retornará, avisa Ravina. De felicidade se enchem Elga e Zelfa. Ao ouvir o nome de Sammu-Ramat, Hurzabum (Rafael Almeida) se assusta quando ela se apresenta para o rei. Sammu é uma grande sacerdotisa, avisa ao rei, Beroso. Enciumada fica Amitis. Está quase na hora do Conselho se reunir, diz Joana (Milena Toscano). Asher (Dudu Azevedo) em breve não terá mais que servir Chaim (Henri Pagnoncelli), diz Benjamin (Theo Salomão). Que Zac está voltando para Jerusalém descobrem Joana e Asher. À disposição dos reis se coloca Sammu-Ramat. Para achar alguém de confiança na Babilônia, Chaim é procurado por Hananias. Sammu-Ramat deve fazer um ritual para ajudar Kassaia (Pérola Faria) a engravidar, pede Amitis. A beleza de Namnu (Fran Fischer) é elogiada por Sadraque. Nebuzaradã estranha ao ver Kassaia com Joaquim (Osmar Silveira) quando ela desabafa com ele. A liberação de Asher não é concordada por Chaim, na reunião do Conselho. Para Nebuzaradã, Gadise, criada de Kassaia, explica que a princesa estava passando mal. Asher que causou muitos prejuízos na oficina durante os sete anos de trabalho, diz Chaim. Chaim deverá ser servido por Asher por mais dois anos, anuncia Fassur (Zécarlos Machado). O comportamento de Nebuzuradã é estranhado por Nabucodonosor. Para acobertar os rombos nas contas do palácio, Beroso pede ajuda para Sammu-Ramat ao elogiar sua performance. O rei deseja passar uma noite com ela, avisa, então, o sacerdote. Chaim continuará sendo servido por Asher, descobrem Dinah (Dedina Bernardelli) e Benjamin. A ponta da flecha de Abel (Tiago Marques) é apertada, de forma furiosa, por Asher, com desejo de vingança, ao ir para o quarto. Com o noivo vai falar, avisa Joana ao saber da decisão do Conselho. A nova sacerdotisa é elogiada por Nabonido (Augusto Garcia) e causa incômodo em Nitócris (Sthefany Brito). Ao palácio, Sammu voltou como sacerdotisa, diz Hurzabum ao encontrar Shag-Shag. Sobre o retorno de Zac, Chaim é avisado por Elga, quando ela toma coragem. Para despistar Amitis, Nabucodonosor finge estar passando mal. Ao rei, Sammu deve agradar, ordena Beroso. A presença de Joaquim lhe incomodou, diz a Kassaia, Nebuzaradã durante conversa. Até o quarto de Nabucodonosor, Sammu-Ramat vai. Eles irão fugir, avisa Asher ao encontrar Joana.

Capítulo 12 - terça-feira

Não é uma boa ideia fugir, diz Joana para Asher. Ao saber que o filho está voltando, Chaim se irrita. A morte dos pais é lamentada por Joana. Nabonido é amarradoo na cama por Nitócris, com ciúmes de Sammu-Ramat. Deixa o rei dormindo, a sacerdotisa quando termina de se vestir. Gadise a vê. Em cima de Sammu, Nebuzaradã dá. O encontro que tiveram no passado é lembrado por ela. A rainha Amitis deve ser cativada, aconselha Beroso a sacerdotisa. A ajudar Nabonido se recusa Belsazar (João Barreto). As futilidades de Neusta (Vera Zimmermann) fala futilidades e cansa Nitócris e Kassaia. O acolhimento da família de Ravina é agradecido por Joana. Ao rei Zedequias, Asher diz que pedirá ajuda. No quarto de Nabucodonosor, o lenço de Sammu-Ramat é encontrado por Amitis. Para livra-lo de Chaim, Asher implora para Zedequias. Concorda com Jeremias, diz Joana ao tentar ajudar. Se recusa a ajuda-los, então, o rei de Judá. Briga Asher e Joana quando ele fica irritado. Para participar dos assuntos estratégicos, Evil-Merodaque (Kayky Brito) é chamado por Nabucodonosor. O rei é convencido a poupar a vida dos escravos trabalhadores por Daniel. A serva Namnu causa encantamento em Mesaque, Sadraque e Abednego. Tem raiva dos hebreus, diz Nebuzaradã. Em Joaquim, ele coloca medo. O marido é defendido por Elga, quando ela conversa com os filhos. Uma mensagem do falso profeta Hananias é entregue por Chaim ao se encontrar com um sacerdote na Babilônia. Na oficina de Chaim, trabalha Asher, irritado e calado. A atitude do marido é desculpada por Elga ao procurar Dinah. Os dias do príncipe Joaquim estão contados, avisa Zedequias, ambicioso. Em seu quarto, Sammu-Ramat deve ser chamada, pede Amitis para Aspenaz (Saulo Rodrigues). Jeremias (Vitor Hugo) é procurado por Ebede-Meleque (André Luis Miranda). O Senhor falou com ele, diz Hananias. Devem se rebelar os cativos hebreus, avisa o falso profeta. Para se livrar de Joaquim tem um plano infalível, diz ao conversar com os filhos Zedequias. Amarrado a um jugo de escravo, Jeremias é visto caminhando na direção do templo. Hananias deve se calar, manda o profeta. À rainha Amitis se apresenta Sammu. Vai se encontrar com seu outro filho, avisa Chaim ao chegar com Rabe-Sáris (Gustavo Leão) na Casa da Lua. A chegada de Zac surpreende Asher, quando este trabalha na oficina.

Capítulo 13 - quarta-feira

Emocionados, se abraçam Zac e Asher. A morte de Hananias é anunciada por Jeremias, quando ele diz que o outro é um falso profeta. Nebuzaradã é apresentado por Chaim como seu filho ao se encontrarem. Zac convida Asher para ir até a casa de Elga quando este fala da sua briga com joana. Para a rainha, quase toda sua história é contada por Sammu-Ramat, sem alternativa. Para se juntar ao exército babilônico, Rabe-Sáris é convidado por Nebuzaradã. Para o oficial de Nabucodonosor, um papiro é entregue por Chaim. Beroso é inocentado por Sammu, na conversa com a rainha. Para os hebreus cativos na Babilônia, a falsa mensagem de Hananias é repassada pelo sacerdote. Jeremias é amparado por Joana e a família de Ravina. Mais uma mensagem de Deus é repassada pelo profeta. Zac, Elga e Zelfa se reencontram. A verdade foi revelada para a rainha por ela, diz Sammu-Ramat ao encontrar Beroso. O quarto do rei foi deixado por Sammu e ela viu, conta para Kassaia, Gadise. Nabonido deve ser desamarrado, pede a Namnu, Nitócris. A dívida de Asher será paga, avisa Zac. Com o intuito de incitar o povo hebreu contra a Babilônia, Zedequias pagou a Hananias para que fingisse ter recebido uma mensagem de Deus, avisa Ebede-Meleque ao procurar Jeremias. Com Zac, Absalom (Roger Gobeth) discute. A falsa profecia de Hananias é alvo de tentativa de alerta para o povo por Ezequiel. A falsa profecia é descoberta por Daniel. A inteligência de Sammu-Ramat é elogiada por Beroso. Sabe do envolvimento entre a sacerdotisa e o rei, diz Amitis ao conversar com Kassaia. Edissa (Robertha Portella) é escolhida nova serva por Neusa. As profecias de Jeremias são menosprezadas por Zedequias. Um selo de carta de Joaquim é roubado por Nebuzaradã. A casar com Joana, Asher é incentivado por Zac. Por Edissa, Joaquim se apaixona. A serva fala mal da rainha de Judá sem saber que o rapaz é filho de Neusta. Todo hebreu cativo que se rebelar deve ser morto, ordena Nabucodonosor. O príncipe é o traidor e o verdadeiro responsável por incentivar a rebelião dos escravos, avisa ao chegar trazendo uma mensagem com o selo de Joaquim, Nebuzaradã.

Capítulo 14 - quinta-feira

Não acredita que Joaquim seja um traidor, diz Evil-Merodaque. O príncipe de Judá deve ser chamado, manda Nabucodonosor. Joana é observado por Zac, ainda apaixonado. Para ficar com o irmão Nebuzaradã, Rabe-Sáris veio para Babilônia, diz ele ao encontrar Joaquim. Fassur observa quando Zac reencontra Joana. Ao saber que Nebuzaradã tem um irmão hebreu, se surpreende Joaquim. A prisão do príncipe é anunciada por Arioque (Felipe Cardoso) ao chegar. A falsa profecia de Hananias não é ouvida quando o povo tenta ser alertado por Daniel. Muitos hebreus estão se revoltando, avisa Hurzabum. Com o intuito de alertar Joaquim e os cativos hebreus, segue para a Babilônia Micáias (Bernardo Mesquita). Com a ajuda dos egípcios, contará Zedequias, diz ele. A família de Ravina e Ilana (Claudia Mauro) ampara Jeremias. Deverá ser executado Joaquim, avisa Nabucodonosor. O anel com o selo de Joaquim é achado na sala dos sábios por Belsazar, que pensa ser de Nebuzaradã e leva consigo. O seu amor por ela o fez brigar com Asher, conta para Joana, Zac durante conversa. Joaquim deve ser executado após um julgamento digno, suplica Evil para o rei. Para a prisão Joaquim é mandado quando Nabucodonosor atende o pedido do filho. O governador hebreu é defendido pelo rei, quando Daniel é alvo de tentativa de acusação de Nebuzaradã. Joaquim terá sua ajuda, avisa Daniel ao se encontrar com ele, quando está indo para a prisão. Ao saber que Asher terá sua dívida paga por Zac, fica feliz Joana. Para examinar o documento com calma, Daniel pede o pergaminho com o selo de Joaquim. No calabouço, o príncipe de Judá é jogado. Para serem condenados, Nitócris torce contra Joaquim e Neusta. No palácio, Belsazar é procurado por Namnu. Zac pagará sua dívida, diz Asher para Uriel (Ernesto Piccolo). Até hoje está apaixonado por Joana, diz Zac ao se abrir com Zelfa. O colar dado por Zac é mostrado pela mocinha em conversa com Dana (Graziela Schimmit) e Rebeca (Bruna Pazinato). O pergaminho é examinado por Daniel. Sammu-Ramat é pedida em casamento por Belsazar ao elogiar sua beleza. A joia pertence a Nebuzaradã, avisa o menino ao entregar para ela o anel de Joaquim. A armação do chefe da guarda real para incriminar o príncipe de Judá é contada por Beroso ao chegar, logo em seguida. Belsazar é reencontrado por Namnu. Para libertar Joaquim, Amitis é pedida por Neusta. Para examinar o pergaminho, Daniel pede a ajuda de Mesaque, Sadraque e Abednego. A lei deve ser cumprida, avisa Amitis ao dizer para Neusta que fará o possível. Joana anda se encontrando com outro homem, diz Fassur ao ir até a casa de Ravina.

Capítulo 15 - sexta-feira

Fassur é expulso por Zadoque (Paulo Figueiredo). Envergonhada fica Joana. Ao ver o filho preso, Neusta se desespera. As atitudes do marido são criticadas por Nitócris. O seu encontro com Sammu-Ramat foi descoberto por Amitis, percebe Nabucodonosor. A saber que falou mal de Neusta para Joaquim, fica sem graça Edissa. O papiro pode ser falso, percebe Daniel ao examinar outras mensagens enviadas por Joaquim. Com o rei vai falar, diz Neusta. Evil-Merodaque deve matar Eliseu, ordena Nabucodonosor ao pegar uma espada quando o sacerdote é levado até ele. Joana se encontrou com Zac, descobre Asher ao procurar a garoto. Eliseu é morto por Evil-Merodaque, sob a pressão do rei. Zac não o comprará e por isso eles não se casarão, diz Asher ao se irritar com Joana. Desiste de falar com o rei Neusta ao se assustar ao ver o corpo de Eliseu. À guarda real se juntará Rabe-Sáris, avisa Nebuzaradã. A morte de Eliseu é lamentada por Mesaque, Sadraque e Abednego. Por amor ao pai, Evil matou o hebreu, diz Sammu. Para Amitis, Nabucodonosor se declara. Nunca lhe traiu, diz, ao mentir para Kassaia, Nebuzaradã. Ao procurar Zac, Asher diz que não vai aceitar que ele pague sua dívida. A Daniel, Nabucodonosor pede conselhos. De afazeres, Neusta enche Edissa. A hospitalidade dos familiares de Ravina, Jeremias agradece. Terá uma conversa séria com Asher, avisa Joana. Na oficina de armas de Chaim, Asher trabalha e Absalom estranha. Com Kassaia, Nebuzaradã fala sobre Rabe-Sáris. Sobre seu passado explica Gadise. Sobre Asher, Joana fala com Dinah. Para Rabe-Sáris, o palácio é apresentado por Nebuzaradã. Sobre Sammu-Ramat, Hurzabum e Shag-Shag falam. Para Amitis, Nitócris reclama de Neusta. Para falar com Asher, pede Joana. O sumiço de Evil é estranhado por Kassaia. Sammu-Ramat é reconhecida por Hurzabum e ele a chama. Evil está tentando se jogar do alto do palácio e assusta Daniel e Kassaia.

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade