0
Logo do Blog Sala de TV
Foto: iStock

Blog Sala de TV

A Lei do Amor se torna uma novela sem expectativa para o fim

Ausência de emoção e suspense faz a trama não repercutir no boca a boca e na internet

17 fev 2017
19h28
atualizado às 20h01
  • separator
  • comentários

O manjadíssimo recurso do ‘quem matou?’ costuma salvar novelas à deriva. Talvez seja essa a solução para resgatar do marasmo A Lei do Amor .

A novela teve boa premissa, mas perdeu o rumo e hoje apresenta uma sucessão de cenas repetitivas e tramas sem emoção nem suspense.

Não há expectativa a respeito do desfecho dos personagens principais. Helô (Claudia Abreu) e Pedro (Reynaldo Gianecchini) parecem caçar problemas o tempo todo numa espécie de autossabotagem do romance.

O comportamento do casal beira o inverossímil e, pior, não atrai o interesse do público. Falta aquele imprescindível vínculo emocional que faz o telespectador torcer de verdade pelo amor ficcional exibido no vídeo.

A melhor personagem do folhetim, a vilã Magnólia, teve o seu ponto de virada ao ser desmascarada e expulsa da própria casa. A partir daí passou a ser interminavelmente humilhada – e mais nada acontece.

As cenas com seu algoz, Tião Bezerra (José Mayer), estão previsíveis. Um embate arrastado que carece de tensão verdadeira. A atriz Vera Holtz não tem muito o que fazer com a apatia do roteiro.

Magnólia (Vera Holtz) e Tião (José Mayer): cenas repetitivas de duelo
Magnólia (Vera Holtz) e Tião (José Mayer): cenas repetitivas de duelo
Foto: Raquel Cunha/TV Globo / Divulgação

Um bom enredo paralelo – o mistério sobre a identidade de Marina (Alice Wegmann) – esquentou alguns capítulos, mas já perde força por se alongar em situações repetitivas.

Talvez uma morte misteriosa possa oxigenar a novela. As variações do ‘quem matou Odete Roitman?’ funcionaram em outras produções problemáticas da teledramaturgia da Globo.

O assassinato do obcecado Tião, por exemplo, já ventilado nos corredores da emissora, agitaria os principais núcleos e poderia reanimar o telespectador que, hoje, não repercute a novela no boca a boca tampouco nas redes sociais.

A Lei do Amor melhorou em audiência desde o início do ano. Chegou várias vezes a marcar 30 pontos de média no Ibope.

Mas sua média geral – 26 pontos – ainda está distante do índice da antecessora, ‘Velhor Chico’ (29 pontos), e do número considerado ideal para a nobre faixa das 21h, 35 pontos.

A novela tem o término previsto para 31 de março. Os autores Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari dispõem de tempo suficiente para apresentar uma reta final à altura de seu inegável talento, visto nas ótimas Sangue Bom e Ti Ti Ti , entre outros trabalhos.

Veja também

Blog Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail jb.saladetv@terra.com.br

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade