0
Logo do Blog Sala de TV
Foto: iStock

Blog Sala de TV

Fábio Borges: revelações de um correspondente em Hollywood

Jornalista da RedeTV! conta em detalhes como é entrevistar as estrelas do cinema

7 fev 2017
16h22
atualizado às 16h29
  • separator
  • comentários

Há oito anos nos Estados Unidos, Fábio Borges já viajou o planeta para cobrir eventos históricos como o devastador terremoto no Haiti, o Mundial de Clubes da Fifa no Japão e a eleição do Papa Francisco, no Vaticano.

Em 2011, o correspondente da RedeTV! trocou Nova York por Los Angeles, de onde envia matérias de entretenimento e tecnologia para os programas jornalísticos da emissora.

No início de todo ano, ele se dedica à temporada de premiações do cinema. Circula pelos mais badalados e concorridos tapetes vermelhos de Hollywood.

Em entrevista ao blog, Fábio Borges revela o funcionamento do esquema de entrevistas com astros e estrelas, explica sua interação com os atores e comenta detalhes a respeito da cobertura da maior de todas as festas, o Oscar, que acontecerá no próximo dia 26.

O correspondente diante da escadaria do Dolby Theatre, onde acontece o Oscar
O correspondente diante da escadaria do Dolby Theatre, onde acontece o Oscar
Foto: Divulgação

Quantas coberturas do Oscar já fez?

Eu tive o privilégio de cobrir cinco cerimônias do Oscar, todas as premiações desde 2012. Este ano, acompanharei a premiação pela sexta vez consecutiva. Vou preparar uma série de reportagens especiais sobre o Oscar e os bastidores do cinema. Esta série, que já virou uma tradição na RedeTV!, será exibida na semana que antecede a festa, no RedeTVNews e no Leitura Dinâmica.

Imagina-se muito glamour. Mas, na prática, como é o trabalho de entrevistar as celebridades?

Ter a oportunidade de entrevistar um astro de Hollywood exige um trabalho longo, durante semanas. É preciso coordenar todos os detalhes com os assessores dos estúdios. Felizmente, esses representantes, tanto nos EUA quanto no Brasil, são ótimos profissionais que ajudam bastante os jornalistas. Em relação às entrevistas, existem diversas formas para falar com os astros do cinema. Uma delas é a cobertura de eventos de lançamentos mundiais dos filmes. Geralmente são realizadas nos cinemas localizados na Calçada da Fama, em Hollywood. Estas ‘premières’ sempre contam com dezenas de repórteres de vários países que disputam ombro a ombro um espaço no tapete vermelho. Por conta disso, não há garantia de falar com as celebridades. Por causa do tempo limitado, os artistas e seus assessores escolhem pra quem vão dar as entrevistas.  No meu caso, apesar da grande competição, tenho conseguido entrevistar com frequência os artistas mais disputados pela imprensa. Faço também entrevistas exclusivas com os atores nos eventos chamados de ‘junkets’. É quando tenho a oportunidade de falar com as celebridades em conversas reservadas que duram cerca de 5 minutos e são realizadas em estúdios montados nos hotéis mais luxuosos de Los Angeles e em outras cidades dos Estados Unidos. A partir do momento em que o jornalista entra na sala, o tempo é cronometrado. Além disso, atrás das câmeras ficam os profissionais de áudio e vídeo e assessores de imprensa, representantes dos estúdios, produtores… E todos prestam atenção em cada pergunta feita pelos jornalistas. Questões sobre a vida pessoal são geralmente proibidas! Muitos repórteres foram banidos por terem feito perguntas sobre a intimidade dos artistas. Sempre tomo o controle da situação e fico à vontade, faço as entrevistas se transformarem em conversas descontraídas, mas informativas. O segredo de se fazer uma boa entrevista é pesquisar bastante sobre o artista e ter a habilidade de improvisar. Quando os artistas percebem que você está preparado, eles se sentem motivados a dar boas respostas. Eu também costumo fazer visitas aos estúdios de Hollywood para acompanhar filmagens e mostrar o trabalho dos profissionais que atuam por trás das câmeras. Há glamour em todas essas coberturas. Mas também existem muitos protocolos que devem ser seguidos. Entender e seguir as regras dos estúdios é o primeiro passo para um jornalista entrar e permanecer no ‘clube’ de Hollywood.

Percebe maior receptividade ao se identificar como jornalista brasileiro?

Sim, sempre sou muito bem recebido pelas celebridades. Muitos artistas falam algumas palavras em português, citam viagens pelo Brasil ou o desejo de conhecer o nosso País. O brasileiro é um povo muito querido.

Há relatos de repórteres que se decepcionaram com a frieza de alguns artistas. Aconteceu contigo?

A regra número um de Hollywood é o profissionalismo! Os atores são os profissionais mais qualificados do cinema mundial e eles também esperam profissionalismo dos jornalistas que os entrevistam. Eu me preparo bastante para as entrevistas, estudo a biografia do entrevistado e assisto a filmes em que o artista já trabalhou. No momento da entrevista, é como se eu estivesse falando com alguém que conheço bem. O tempo dos artistas é precioso, agendas sempre lotadas. Por isso, não têm paciência com quem não se prepara adequadamente. Já houve alguns casos de eu perceber que o entrevistado estava cansado, resfriado ou impaciente. Mas, ao notar que eu estava preparado e interessado no trabalho dele, se motivou a dar uma boa entrevista.

Fábio Borges se divertiu ao entrevistar o comediante Jack Black
Fábio Borges se divertiu ao entrevistar o comediante Jack Black
Foto: Divulgação

A maioria das pessoas imagina que um jornalista em Los Angeles vive em festas, recebe muitos presentes e cruza com famosos o tempo todo. O que há de realidade nisso?

Realmente há várias festas em que famosos estão presentes, principalmente nos eventos de divulgação de filmes. Há também restaurantes e casas noturnas badaladas que as celebridades costumam frequentar. As praias de Venice, Santa Mônica e Malibu são pontos em que é possível ver os famosos. Mas não é tão fácil se deparar com uma celebridade, porque os artistas mais famosos costumam ser discretos e reservados.

Já tietou algum famoso?

Eu aprecio o trabalho de muitos profissionais da indústria cinematográfica em Hollywood e já tive a oportunidade de entrevistar alguns dos maiores astros e estrelas do cinema mundial. Em algumas ocasiões, mencionei minha admiração pelo trabalho de artistas como Bruce Willis, Sandra Bullock, Tommy Lee Jones e Kevin Bacon.

Como é o contato com outros correspondentes brasileiros em Hollywood? São amigos ou apenas concorrentes?

Somos muito amigos e concorrentes ao mesmo tempo. Tentamos nos ajudar e também conseguir entrevistas exclusivas. A convivência é muito boa. Não há muitos jornalistas brasileiros especializados em cinema em Hollywood, por isso formamos uma comunidade pequena e unida.

Cite três atores que ainda quer entrevistar.

Meryl Streep, a atual rainha de Hollywood; Harrison Ford, por causa de seu trabalho nos filmes da série ‘Indiana Jones’; e Sean Connery, o primeiro James Bond da série de filmes do espião 007.

Quais seus três filmes preferidos?

Já que estamos na temporada do Oscar, meus três longas preferidos na disputa de melhor filme este ano são ‘Lion’, ‘La La Land’ e ‘Manchester à Beira-Mar’. Já os três filmes favoritos de todos os tempos são ‘E o Vento Levou’, ‘Matrix’ e ‘Indiana Jones - Os Caçadores da Arca Perdida’.

A pedido do blog, Fábio Borges (@fabioborgesTV nas redes sociais) respondeu a uma pergunta em vídeo: que situações divertidas viveu em entrevistas com atores de Hollywood? Confira:

Blog Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail jb.saladetv@terra.com.br

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade