0
Logo do Blog Sala de TV
Foto: iStock

Blog Sala de TV

Novelas ‘mornas’ ganham a indiferença dos telespectadores

Canais não conseguem fenômenos de audiência que conquistem as redes sociais

9 fev 2017
18h51
atualizado às 20h09
  • separator
  • comentários

A teledramaturgia brasileira vive uma fase cinzenta. Não há uma novela que possa ser considerada grande sucesso de audiência e repercussão – seja no boca a boca ou nas redes sociais.

Na Globo, Record, SBT e Band, o índice das tramas no Ibope e na GfK está ‘ok’, nada mais do que isso. Falta empolgação popular. Há ausência de expectativa em relação aos desfechos.

Sempre que a TV aberta registra uma fase assim, e isso é mesmo cíclico, surge a hipótese do fim das novelas. ‘O telespectador teria se cansado do gênero?’

Cena de 'A Lei do Amor': exemplo de novela distante do público
Cena de 'A Lei do Amor': exemplo de novela distante do público
Foto: João Miguel Jr./TV Globo / Divulgação

Não, não se cansou. Mas está cada vez menos interessado em enredos monótonos e personagens repetitivos. E o recurso dos temas polêmicos, lançado por alguns autores, já não o fisga com tanta facilidade.

A maioria das pessoas tem cada vez menos paciência para ficar uma hora diante da TV a fim de acompanhar um capítulo inteiro.

Para dar prioridade à televisão, o público exige uma novela arrebatadora, que seja mais interessante do que o infindável menu dos canais pagos e as opções igualmente infinitas na internet.

Se a trama vacilar, a atenção é desviada para um filme, um reality show, uma transmissão ao vivo no Facebook, a timeline do Instagram, a interação ágil no Twitter...

Fenômenos de audiência e mobilização virtual como Avenida Brasil (Globo, 2012) e Os Dez Mandamentos (Record, 2015) são cada vez mais necessários às emissoras – porém difíceis de serem reproduzidos.

A novela não precisa ser reinventada nem forçar uma simbiose com os modismos da web. Basta deixar de ser previsível, entediante ou excessivamente inverossímil.

E, acima de tudo, mostrar eficiência na pretensão de entreter, ao invés de irritar ou provocar indiferença.

Veja também

Fábio Borges conta como é entrevistar as estrelas de Hollywood

Blog Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail jb.saladetv@terra.com.br

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade