0
Logo do Blog Sala de TV
Foto: iStock

Blog Sala de TV

Três ganhadores do Emmy são a esperança da Globo no Ibope

Gloria Perez, Walcyr Carrasco e Aguinaldo Silva têm a missão de reverter crise na faixa das 21h

2 mar 2017
14h43
atualizado às 14h54
  • separator
  • comentários

Há exatamente dez anos estreava ‘Paraíso Tropical’ na faixa mais nobre da teledramaturgia da Globo. A novela de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, protagonizada por Fábio Assunção (Daniel) e Alessandra Negrini (as gêmeas Paula e Taís), marcou 43 pontos de média no Ibope.

A trama atual da faixa das 9 da noite, ‘A Lei do Amor’, registra audiência 40% menor: 26 pontos em 130 capítulos exibidos. Não há mais tempo de melhorar esse índice. O folhetim de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari chega ao fim no próximo dia 31.

Na comparação com as últimas dez produções do horário, a novela estrelada por Reynaldo Gianecchini (Pedro) e Claudia Abreu (Helô) só fica à frente no Ibope – 1 ponto apenas – de ‘Babilônia’ (2015).

Autores criaram grandes sucessos de audiência no horário nobre
Autores criaram grandes sucessos de audiência no horário nobre
Foto: João Cotta, Renato Rocha Miranda e Luiz C. Ribeiro/TV Globo / Divulgação

Ainda que seja compreensível a queda de audiência dos novelões da Globo, ante a concorrência múltipla – outras emissoras da TV aberta, canais pagos, serviços de streaming etc. –, o desempenho fraco pode ser explicado também pela incapacidade das tramas de atrair e fidelizar os telespectadores.

Ninguém espera a reinvenção da teledramaturgia tampouco um novo fenômeno como ‘Avenida Brasil’ (2012), mas o noveleiro quer folhetins realmente interessantes, capazes de entretê-lo e proporcionar o desejado escapismo.

Cada vez mais exigente, até por ter várias fontes de comparação de conteúdo, o telespectador não aceita passivamente qualquer enredo dramatúrgico.

Ciente da necessidade de reconquistar esse público, a Globo escalou três medalhões para ocupar a faixa das 21h. Gloria Perez, autora de sucessos como ‘O Clone’ (47 pontos de média em 2001-2002) e ‘Caminho das Índias’ (39 pontos em 2009), estreia no dia 3 de abril ‘A Força do Querer’.

Em outubro ou novembro, o horário será ocupado por ‘Prova de Fogo’, escrita por Walcyr Carrasco. Entre seus trabalhos bem-sucedidos estão ‘Amor à Vida’ (36 pontos em 2013-2014) e uma novela das 18h com audiência de folhetim das 9 da noite, ‘Eta Mundo Bom’ (média de 27 pontos em 2016).

Aguinaldo Silva chega em abril ou maio de 2018 com ‘O Sétimo Guardião’. No currículo, o novelista ostenta ‘Roque Santeiro’ (74 pontos em 1985-1986), ‘Vale Tudo’ (56 pontos em 1988-1989), ‘Tieta’ (65 pontos em 1989-1990) e ‘Senhora do Destino’ (50 pontos em 2004).

Em comum, Gloria, Walcyr e Aguinaldo têm o Emmy Internacional, prêmio considerado o Oscar da TV mundial – respectivamente por ‘Caminho das Índias’, ‘Verdades Secretas’ e ‘Império’.

Eles estão entre os autores de mais prestígio na Globo e costumam reverter crises de audiência com suas tramas. Hoje, representam a esperança da emissora para reconduzir os folhetins das 21h à casa dos 30 pontos.

A última produção dos três teve desempenho satisfatório: ‘Salve Jorge’ (2012-2013), de Gloria Perez, alcançou 34 pontos de média; ‘Amor à Vida’ (2013-2014), de Walcyr Carrasco marcou 36; e ‘Império’ (2014-2015), de Aguinaldo Silva, registrou 33 pontos.

Ver a repetição desses números é o sonho dourado da cúpula da teledramaturgia da emissora.

Veja também

Blog Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail jb.saladetv@terra.com.br

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade