0
TV

Por mais intimidade, TV Globo quebra padrão de décadas e muda chamadas

2 out 2013
08h59
atualizado às 08h59
  • separator
  • comentários

Até o telespectador mais distraído já deve ter percebido que a programação da TV Globo anda diferente. Nada referente a um novo programa ou alguma modificação no horário nobre, mas sim ao modo como a emissora apresenta ou divulga os programas e novelas ao longo do dia. Formatado nos anos 1970, pouca coisa no padrão da TV Globo mudou ao longo dos últimos anos. Por isso, as novas chamadas de programação causam certa estranheza.

<p>Atrações da emissora têm chamadas mais interativas e direcionadas</p>
Atrações da emissora têm chamadas mais interativas e direcionadas
Foto: Divulgação

Mais interativas e direcionadas, a emissora passou a utilizar os apresentadores para divulgar destaques de seus respectivos programas. Algo bem próximo do que Serginho Groisman e Jô Soares já fazem há muitos anos com o Altas Horas e o Programa do Jô, mas de forma muito mais intensa e presente na grade.

Na ânsia de "quebrar o gelo" da formalidade e criar mais intimidade com seu público, é acertada a decisão da emissora ao investir no apelo de seu casting para impulsionar a audiência, como pode ser visto nas inserções de chamadas de programas como Vídeo Show, Estrelas, The Voice, Mais Você, Caldeirão do Huck, entre outros. E a Globo parece mesmo querer sair da rotina, inclusive nas narrações das chamadas.

Acostumados a ouvir a voz de Dirceu Rabelo diariamente, o público começa a perceber outras vozes dentro da programação. A mudança é muito mais sentida quando afeta a área de teledramaturgia. O caso mais recente e diferente é o de Joia Rara. Desde os teasers veiculados antes do lançamento, a trama da atual novela das 18h é apresentada pela voz doce e sóbria de Mabel Cezar. Em 40 anos, é a primeira vez que a emissora aposta em uma voz feminina para a locução de chamadas de novela.

Além da curiosidade sobre a nova voz, a novidade resulta em um casamento perfeito, onde locução e imagens estão a favor dos dramas da história de Thelma Guedes e Duca Rachid. De caráter experimental, Amor à Vida contou com a voz de José Wilker em suas ações promocionais. Mas, no dia-a-dia, acabou-se optando pelo modelo tradicional.

Dirceu Rabelo ainda continua como voz principal do canal, mas novos locutores já começam a aparecer em núcleos como o de jornalismo e esporte, incrementando as chamadas dos jogos de futebol, por exemplo, com piadas e brincadeiras sobre os times e seus jogadores. O tom mais bem-humorado chegou também às faixas dedicadas a filmes e séries.

No caso da enlatada Revenge, a chamada reconta quase toda a história com boas doses de ironia. A transição para esse jeito mais despojado de apresentar a programação é recente, começou em março do ano passado. De resultado simpático e divertido, aproxima o público dos programas e deve fazer escola nas outras emissoras e nos canais pagos.

&amp;lt;a data-cke-saved-href="http://www.terra.com.br/diversao/tv/infograficos/atrizes-mais-bonitas-da-tv/iframe.htm" href="http://www.terra.com.br/diversao/tv/infograficos/atrizes-mais-bonitas-da-tv/iframe.htm"&amp;gt;veja o infogr&aacute;fico&amp;lt;/a&amp;gt;

Fonte: TV Press

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade